A Academia de Musas (2015)

A Academia de Musas

Filme cerebral de José Luis Guerin discute a questão do amor platônico a partir da relação entre um professor patriarcal e suas belas alunas

Porque existem poetas e compositores apaixonados? Ora, por um motivo bem simples. Porque existem musas, deusas humanas idealizadas capazes de desencadear as mais sinceras, insanas e passionais manifestações de amor. Mas há quem contesta isso. “O amor é uma invenção da literatura. O amor e o desejo são invenções dos poetas”, argumenta o professor de filologia, Raffaele Pinto, numa aula do filme A Academia de Musas, em cartaz no Cine Brasília.

Direção do espanhol José Luis Guerin, a fita transita entre a ficção e o documentário para tecer um ensaio audiovisual inteligente e provocante sobre o amor platônico e as armadilhas da idealização evocando escritores clássicos como Dante Alighieri e temas pertinentes como poesia, desejo, sedução, ciúme e paixão. Um terreno perigoso que conheço tão bem quanto o de se perder num labirinto. Daí o fato de ter saído da sessão meio desnorteado, sem rumo de casa.

Engana-se quem pensa que esse debate filosófico, educativo e, porque não, existencialista, se mostre cansativo ou desgastante. Até porque é criado um pacto dramático entre a trama e o espectador com o envolvimento desse professor meio que patriarcal e sedutor com suas belas alunas, quando ele resolve confrontar suas ideias teóricas na prática, num exercício prazeroso e sinuoso envolvendo afetos e metodologia.

Há uma confusão de idiomas divertida com personagens falando em italiano e espanhol, às vezes, liricamente, filmados por meio de vidros de carros cheios de reflexos de paisagens e espasmos urbanos. E tem ainda uma referência pertinente ao cinema intimista do mestre Roberto Rossellini remetendo não sei se a Stromboli (1950) ou Viagem à Itália (1953). Que diferença faz, se tudo é cinema de autor, cinema cerebral da melhor qualidade?

* Este texto foi escrito ao som de: Rock on (Humble Pie – 1971)

Humble Pie - Rock On

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s