As diabólicas (1955)

As diabólicas

Lançado em 1955, o filme, com seu clima sombrio e flerte com o terror, inspirou Hitchcock a fazer “Psicose”. Aliás, o mestre do suspense roubou até a estratégia de marketing do filme francês

Você que já viu “Psicose” mais de uma vez e sempre tem calafrios com a trama criada pelo mestre do suspense, Alfred Hitchcock, precisa saber que esse clássico do cinema encontra ressonâncias na obra-prima, As diabólicas, do diretor francês, Henri-Georges Clouzot. Baseado na obra da dupla, Pierre Boileau e Thomas Narcejac, o filme de 1955 traz um dos enredos mais engenhosos já criados sobre um crime perfeito.

 

Num pensionato de propriedade da esposa Christina (Véra Clouzot), o sádico Michel Delasalle é um diretor temido e odiado pelos alunos. Despreza a esposa e também a amante que trabalha junto com os dois. Revoltadas com o tratamento nada amoroso do negligente amante, as duas resolvem unir forças e tirá-lo do caminho. Mas o que era para ser um plano perfeito se revela uma grande surpresa para o espectador.

Ufa! A ousadia da trama já se revela no libidinoso e escancarado triângulo amoroso, uma afronta para o conservador anos 50. Depois tem o clima sombrio e claustrofóbico em que essas duas damas tramam diabolicamente, flertando com suspense sofisticado e velado áurea de terror. Elementos que Hitchcock soube aproveitar com inteligência em “Psicose”. E viu tanto do que gostou que copiou a estratégia de marketing de Clouzot, que ele tinha em conta.

O grande mérito do roteiro está na sofisticação com que ele prende a atenção do espectador a partir do momento em que os personagens revelam o nefasto plano. Estabelecida a cumplicidade entre a tela e a poltrona, o resto é tensão em torno de como terminará a história. O público é pego de surpresa.

Um dos nomes importantes do cinema francês antes do surgimento da nouvelle vague, Henri-Georges Clouzot, desacreditado pela turma do Cahiers du Cinema. O tempo e os deuses do cinema lhe fizeram justiça.

* Este texto foi escrito ao som de: Goo (Sonic Youth – 1990)

Goo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s