Chico – Artista Brasileiro

Chico Buarque Documentário

Documentário de Miguel Faria Jr. sobre o mestre da MPB encanta por momentos raríssimos como essa foto ao lado da ex-mulher, Marieta Severo

Entrei na sessão do documentário Chico – Artista brasileiro, outro dia, e estava lá o deputado Chico Alencar. Como sou um sujeito tímido, fiquei quieto na minha e não dei um pio. Fosse mais extrovertido, metido e falastrão, ia dizer-lhe que se o Congresso tivesse meio dúzia de parlamentares com ele estávamos feito. Ah, mas o que me falta é a tal da coragem.

Mas voltando ao filme, dirigido por Miguel Faria Jr., o documentário é um achado para quem é fã deste que talvez seja o mais completo dos artistas da nossa MPB. Polivalente, além de cantor e compositor de mão cheia, com anos nas costas de carreira, Chico Buarque também se destacou como ativo autor de teatro e romancista. E quando ninguém está olhando, também fez uma ponta aqui e acolá como ator.

Inquieto, o artista ainda arruma tempo para fazer uma jam session com os netos e viajar pelo país com shows. Convencional como o filme que fez sobre Vinícius de Moraes, Chico – Artista brasileiro ganha o público pela simplicidade do personagem e as milhares de história que circunda sua trajetória marcada por certo romantismo e boemia.

Muita coisa que ali está você já leu o ouviu em algum lugar, mas sempre tem uma novidade ou outra que espanta o espectador, como as raríssimas imagens da mítica apresentação nos anos 70 em que ele e Gilberto Gil foram boicotados quando cantavam Cálice. Ou senão o encontro com o poeta Manuel Bandeira que lhe revelou ele ter um irmão alemão, fruto das aventuras amorosas do pai na terra de Mozart e Beethoven.

Para suavizar a narrativa, o diretor enxerta apresentações de vários artistas cantando Chico Buarque, algumas performances surpreendentes. Bem que poderia ter chamado o deputado Chico Alencar para dar uma palinha. O parlamentar cantou, de Chico para Chico, ao pé do meu ouvido, quase todas as canções do mestre. Coisas de fã.

* Este texto foi escrito ao som de: Chico Canta (Chico Buarque – 1973)

Chico Canta 1973

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s