Panelaço rima com palhaço

Acho essas manifestações bobocas, mas se o povo está indignado é porque alguma coisa está errada...

Acho essas manifestações bobocas, mas se o povo está indignado algo está errado…

Quero que conste nos autos. Não agüento mais essa história de manifestação, panelaço, fora Dilma e o cacete. Como diz uma amiga minha gatinha! “Essa galera aí do panelaço sabe onde fica a cozinha, afinal?”. Não sabe. E ontem, uma colega minha, toda vestida de vermelho, me perguntou indignada, sapateando em cima de uma caixa de querosene jacaré, porque diabos, eu não fui à passeata. Passeata?! Ora bolas, onde?! Tenho mais o que fazer!

Como já disse aqui, participei das manifestações a favor do impeachment do Collor motivado pela minissérie Anos Rebeldes. Não me envergonho, mas também não me orgulho. Simplesmente me senti à vontade diante da reivindicação nacional da época e lá estava eu de cara pintada gritando pela saída do pseudocaçador de marajás. Na verdade, o marajá era ele. E isso foi provado e comprovado pela imprensa, pelo comparsa Paulo César Farias e o próprio irmão Pedro Collor de Mello.

Mas a Dilma, até que prove o contrário, não tem culpa de nada, nada pesa contra ela, ou seja, a presidente não foi citada em nenhum processo e o seu nome não aparece em nenhuma falcatrua ou denúncia de corrupção. Então porque essa indignação nacional?

Por conta dessa cultura que prevalece no Brasil, desde os tempos remotos, da Impeachmentpermissividade e da impunidade. Algo que o PT tem institucionalizado desde que o Lula, que é um cara que admiro muito, tomou o poder. “Eu não sabia!”, é o bordão da turma. E tem outra coisa, não suporto mais ela ficar usando seu passado de guerrilheira sofrida para achar normal e democrática uma manifestação nacional contra o seu governo. Eu acho o seguinte. Se o povo está insatisfeito, indignado, é porque alguma coisa está errada.

Sim, porque um governante falar que não sabia que um turbilhão de irregularidades está acontecendo debaixo do seu nariz é pura mentira. A mais crassa e hedionda mentira. E se a Dilma sabia e seus assessores sabiam de alguma coisa porque não cortaram o mal pela raiz, cortou na carne para extirpar essas sujeiras?

Confesso que estou cansado do PT. É um partido que me decepcionou muito porque era justamente o único que eu acreditava, confiava, depositava minhas confianças. Não acredito mais. Desilusão total. São muitos anos no poder e acho que é muito pouco o partido que tem na sua base a defesa dos interesses das classes menos desfavorecidas só ficar associado apenas por ações populares como bolsa família e não sei o que, enquanto que não se foi feito a reforma política, por exemplo. E preciso dar um choque de ética e honestidade no Congresso que é a casa do poder, e só tem bandido lá.

Sobre as manifestações, o panelaço, é o seguinte. Muito barulho por nada. A população brasileira não tem a postura e atitude dos europeus, por exemplo, que quando querem uma coisa derrubam o governo da noite para o dia. Daí fica nesse oba oba do nada, só baderna e avacalhação. E como dizia o personagem-título de O bandido da luz vermelha.

 “Quando a gente não pode fazer nada avacalha.”

Acho que é isso aí. Para mim panelaço rima com palhaço.

* Este texto foi escrito ao som de: First take (Roberta Flack – 1969)

Roberta Flack - First take

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s