Musas do cinema – Grace Kelly

A diva e o seu belo modelito Black Swan Dress em "Ladrão de casaca"

A diva e o seu belo modelito Black Swan Dress em “Ladrão de casaca”

No clássico, Ladrão de casaca (1955), do mestre Alfred Hitchcock, há uma cena exemplar. Excitadíssima, depois de descobrir que o bon vivant John Robie (Cary Grant) é um ladrão de joias perdido em plena Riviera francesa, a mimada Frances Stevens (Grace Kelly) lhe prepara uma arapuca cheia de malícia ao lhe perguntar, após um passeio pela charmosa Côte d’azur, qual o menu do piquenique:

– Prefere peito ou coxa?

A indireta, mais do que sugestiva, poderia até causar certo frisson na boca de qualquer uma das várias divas do cinema norte-americano, naqueles caretas anos 50, mas dita por Grace Kelly, ganhou um apelo sexual mais do que especial, sobretudo a julgar pelas famosas aventuras e desventuras de ninfomaníacas da atriz pelos corredores de Hollywood.

“Eu disse que tinha ouvido coisas piores em colégios de freiras e ele adorou”, se divertiu ela certa vez, quando perguntada sobre as famigeradas piadas sujas e insinuações sexuais que o mestre do suspense adorava submeter suas estrelas.

De rica família católica da Filadélfia, Grace Patricia Kelly começou a carreira de atriz aos 11 anos de idade no teatro e não demorou muito para despertar invejas de suas concorrentes fora e em cima dos palcos, ao mesmo tempo em que incitava o desejo de milhares de homens que esbarravam com ela.

Atlética, simpática, divertida, popular e livre, aos 15, Grace já tinha recebido milhares de propostas de casamento e aos 20 o primeiro papel na Broadway. Dali para o cinema, com todo o seu glamour e sensualidade gélida foi um pulo, até a atriz viver uma espécie de versão moderna de Cinderela ao se casar com o príncipe de Mônaco, Rainier III. A carreira, abandonada no auge foi breve e fulminante como um cometa. Aristocrática e de beleza impecável, a loura até poderia passar uma falsa impressão de pureza imaculada, mas todos sabiam que, por baixo daquele esmalte de aparente frieza sensual, escondia um vulcão cheio de desejo.

Top Five Grace KellyRear window

Janela indiscreta (1954) – Os mais importantes e melhores filmes realizados pela diva foram nos anos 50, três deles dirigidos por Hitchcock, que a tinha como musa. Nessa pérola do suspense ela vive a sedutora Lisa Carol, uma jovem rica que brinca de detetive ao lado do namorado James Stewart, aqui no papel de um fotógrafo preso a uma cadeira de rodas.

Ladrão de casaca (1955) – Para muitos especialistas um filme menor do mestre do suspense, essa comédia romântica traz a bela atriz dentro dos figurinos mais deslumbrantes assinados pela figurinista Edith Head. Preste atenção na sequência em que ela atravessa o hall de um hotel com chapéu glamoroso e lindo vestido preto e branco.

Matar ou morrer (1952) –  Neste cultuado faroeste dirigido por Fred Zinnemann, a atriz surge meio que estranha na pela de uma namoradinha carola do xerife da cidade vivido pelo galã Gary Cooper. Mesmo sufocada por figurinos pesados e papel limitado, a diva consegue mostra o seu talento e despertar atenção de Hitchcock, que gostava de se gabar. “Ela era um ratinho em Matar e morrer, mas floresceu comigo”.

Mogambo (1953) – Papel conquistado após a desistência de Gene Tierney, Grace aqui é a mulher de um documentarista que se apaixona pelo caçador Victor (Clark Glabe), em pleno coração da selva africana. Dá até para sentir a tensão e faíscas voando num triângulo amoroso que contava ainda com voluptuosa Ava Gardner.

As pontes de Toko-ri (1954) – Na fita Grace vive a dedicada e estoica esposa de um piloto de avião que deixa o lar para salvar a pátria na guerra na Coréia. Os beijos trocados com o galã William Holden também continuaram fora das telas.

* Este texto foi escrito ao som de: Stand up (Jethro Tull – 1969)

Stand up - Jethro Tull

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s