A volta do nosferatu Arruda

Como um vampiro, Arruda tem muitas vidas, faces e sortilégios...

Como um vampiro, Arruda tem muitas vidas, faces e sortilégios…

Incrível o fenômeno José Roberto Arruda. Mais incrível ainda é a credibilidade que ele tem perante o povo, depois de tudo o que aprontou e aconteceu no passado. Uma prova mais do que concreta de que a política em Brasília anda mal, completamente esculhambada. Eu sei, ele não foi, nem será o único, porque político é tudo igual e até aposto que muitos outros peixes grandes eram para ter sido pegos na mesma rede em que ele caiu, mas nada explica os 32% dos votos aferidos, ontem, pela pesquisa Ibope a um sujeito que sabemos, não tem moral para votar ao poder. Eis aí um caso de estudo seriíssimo pela psicanálise, ciências sociais, filosofia e até bruxaria.

Bem, nosferatu é uma palavra de origem romena que é usada como sinônimo para vampirismo. Até pela careca lustrosa e sede não de sangue, mas de poder que ele não esconde em ter, Arruda é o nosso vampiro da política no Distrito Federal. Assim como o personagem inspirado na trama de Bram Stoker, tem muitas vidas, faces e sortilégios.

Ele saiu da lama do ostracismo para cair nos braços do povo. Comparando mal e, porcamente, lembra o Getúlio Vargas que saiu de seu primeiro mandando como ditador para voltar como o pai dos pobres. Mas são duas figuras políticas bem diferentes, em situações políticas e de vida diferentes, de modo que o paralelo aqui fique apenas no fato episódico.

O que estou tentando dizer e até agora e não saiu nada é o seguinte. Arruda não é um desses Charge eleiçõespolíticos molambentos que estamos acostumados a ver na política brasileira e, sobretudo, local. Não é tosco que nem o Joaquim Roriz, muito menos bronco como o Alberto Fraga, nada radical como o Toninho PSol e  nem um pouco autista como o Agnelo que, de tão incompetente e negligente que é, deu abertura para que essa situação acontecesse. Ou seja, fez um governo tão pé de chinelo e desacreditado que o povo quer de volta até mesmo um ficha suja no poder.

Arruda é um cara sedutor, que tem um carisma singular e sabe tirar proveito dessa qualidade. Nunca escondeu de ninguém sua admiração pelo presidente JK e, tal qual o conterrâneo mineiro, gosta e se mistura com habilidade de raposa velha no meio do povo, sabe tratar de igual para igual o seu Zé do cafezinho, como o mais abonado dos empresários. Essa pose de humilde que ele anda apresentando na corrida ao Palácio do Buriti é um estratagema eficiente e que tem funcionado entre os mais carentes. Só não sei até quando ele vai sustentar essa máscara.

De qualquer forma, Arruda é político culto, coisa rara entre seus pares, e tem paixão pelos livros, já foi visto, inclusive, várias vezes comprando títulos em sebos, um deles, no Sebinho da Asa Norte, onde, certa vez, arrematou quase R$ 1 mil reais em livros entre obras de Machado de Assis e Jorge Amado.

É por essas e outras que acho até bom e interessante que ele esteja na briga pelo governo do Distrito Federal, inclusive para dar uma esquentada nesse clima morno que anda a política local, disputando o segundo turno com o Rollemberg. Mas que o último vença, porque seria uma piada de mal gosto o Arruda de volta ao poder.

* Este texto foi escrito ao som de: Cabeça dinossauro ao vivo (Titãs – 2012)

 

Cabeça dinossauro 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s