Extraordinários na SporTV

Irreverente e imprevisível, o programa é bem melhor do que bobagens como Pânico

Irreverente e imprevisível, o programa é bem melhor do que bobagens como Pânico

Amigos, o legal de assistir Copa do Mundo na SporTV é que não se ouve em nenhum momento a voz irritante, arrogante e chata do Galvão Bueno. Depois porque após os três jogos do dia e os jornais esportivos exibidos na sequência, temos o formidável programa, Extraordinários. É divertido, imprevisível e inteligente. Não perco um desde que comecei a ver. E o que despertou meu interesse, claro, logo de cara, foi a presença da estonteante atriz e escritora Maitê Proença, uma das minhas musas da adolescência. Depois por conta de um Bueno que até pode ser chato, mas é bem mais interessante do que o Galvão. Trata-se do jornalista, escritor, tradutor e gremista doente Eduardo Bueno.

Autor dos livros da coleção Terra Brasilis, Peninha, como Eduardo Bueno é conhecido entre os amigos, é, de longe, o mais divertido dos participantes do programa que conta ainda com o músico Paulo Miklos e o jornalista cearense Xico Sá. E Eduardo Bueno é hilariante porque fala o que pensa, mesmo que seja barbaridades preconceituosas sobre nordestinos e gays. Até porque no fundo acho que não são afirmações verdadeiras, mas de uma infantilidade quase ululantes. Lembra muito o Paulo Francis, que era genial.

A estrutura narrativa do programa é surrealista, esquizofrênica e liberal, liberal até demais e por Sportvisso dá abertura para situações malucas, frases e observações irresponsáveis, momentos imprevisíveis, como o da musa Maitê Proença surfando em cima do sofá. E os participantes e convidados – quase sempre os meninos do Casseta & Planeta – não falam apenas de com irreverência de Copa de Mundo, comentando sobre as partidas do dia, mas também de cultura, política, comportamento e história. E nessa área Peninha manda ver legal.

Desbocados, mas donos de opiniões contundentes, pertinentes, eles até surpreendam. Outro dia, por exemplo, eles eslhabaram feios as manifestações enfadonhas brasileiras, dizendo que já virou baderna e que agora não tem nada de legítimo.

Conhecido também por seu jeito explosivo e falastrão, duvido muito que o Peninha continue até o final do programa, o que seria uma pena, já que ele é o melhor de todos. “Hoje eu vou falar menos porque ontem fui admoestado pelo diretor de programa que mandou que eu falasse menos”, provocou o jornalista, dono de uma energia verbal sem fim. “O Peninha devia doar sua energia para o governo Dilma, assim nós não íamos ter apagão”, ironizou o Casseta Cláudio Manoel.

Engraçado é ver o fino, tímido e educadíssimo titã Paulo Miklos ser atropelado pelos colegas, mas tudo bem. Tudo é festa, bagunça e diversão. Bem melhor do que programas pretensiosos como Pânico na TV, CQC e o chato e arrogante Galvão Bueno. Uma pena que Os Extraordinários só vai rolar na Copa.

* Este texto foi escrito ao som de: Seu espião (Kid Abelha – 1984)

Seu espeião

Anúncios

2 comentários sobre “Extraordinários na SporTV

  1. Esses povo desse programinha se acha, bando de língua grossa!!!E ainda tem esse cabeça-chata metido, q/ n/ defende a terra dele, faz é mangoça, esse xereteiro…e essa Maitê Proença, metida q/ nem presta!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s