O tempo e o vento – O retrato vol. 1

Agora a trajetória dos Cambará dá um salto vertiginoso no tempo, indo para os derradeiros anos do governo Getúlio Vargas no Estado Novo

Agora a trajetória dos Cambará dá um salto no tempo, indo para os anos do governo Getúlio Vargas

Estou desconfiado de que o escritor gaúcho Érico Veríssimo está se tornando o nome da literatura brasileira que mais gosto. Uma admiração maior do que, inclusive, o fascinante Bruxo do Cosme Machado de Assis. E digo isso de boca cheia, cheio de orgulho por essa descoberta. E a obra de Érico Veríssimo que despertou essa impressão de forma fulminante foi o épico O tempo e o vento, que já vou ali pela segunda parte, lendo agora O retrato – Volume 1.

Impressionante como o autor tem uma narrativa cinematograficamente gostosa de ler. Não dá vontade de largar nunca. A sensação que tenho é de que o cara gostava consideravelmente de cinema e escrevia já pensando em ver suas histórias adaptadas para as telonas. Todas suas tramas começam com flashbacks antológicos, engenhosos, inesquecíveis.

Agora a trajetória dos Cambará dá um salto vertiginoso no tempo, indo para os derradeiros anos do governo Getúlio Vargas no Estado Novo. O pano de fundo, como em todas as tramas é a política. O governante acaba de ser deposto e Rodrigo Cambará, bisneto do mítico Capitão Rodrigo, após anos de farra, luxo e politicagem na capital Rio de Janeiro, está de volta ao Rio Grande do Sul, ao Sobrado da família. Doente, desprestigiado, desiludido e por baixo, o médico busca o conforto do lar, um lugar tranquilo para morrer.

O retratoPara quem leu os primeiros livros da saga e não se lembra, o personagem principal desse tomo era um dos filhos do ranzinza e genioso Licurgo, escondido no andar de cima do Sobrado, quando a casa esta cercada por disputas políticas no século passado. No primeiro volume de O retrato ele é um homem maduro que já viveu tudo que a vida lhe deu de bom e agora está nas últimas. No centro do inferno ou do paraíso daqueles o odeiam e amam.

“Don Rodrigo era o senhor do Sobrado, tinha muita prata, era inteligente, encantador, trajava bem e como adorava a vida!”, descreve um dos personagens.

O estilo narrativo de Érico Veríssimo é envolvente, contagiante e imponente. E as imagens que ele cria de algumas situações, por mais simples que sejam, são impressionante, líricas até. “A noite estava calma, fresca, e ao olhar para uma das torres da igreja, Cuca teve impressão de que galo do cata-vento tinha a lua cheia espetada no bico”, descreve.

Mas gostoso mesmo são os personagens criados pelo autor, autênticos espectros do povo brasileiro cravados na histórica e fictícia Santa Fé. Todos eles envolventes com suas verdades de ser. A construção épica dos personagens feita por Érico Veríssimo é um dos melhores momentos de sua literatura grandiosa. E mais do que os heróis centrais, sãos os personagens secundários os mais divertidos. Se nas edições anteriores me divertir bastante com o culto e sábio médico alemão Carl Winter, o fofoqueiro inspetor Cuca agora é o catalisador das minhas gargalhadas. É por meio de seus mexericos, bisbilhotices e futricagens que aos poucos vou me inteirando dos sombrios acontecimentos que rondam o Sobrado, um dos personagens principais de O tempo e o vento.

Ah, sim, e por falar de personagens marcantes, não esquecemos o decadente pintor espanhol Don Pepe. Frustrado, amargo e alcoólatra, ele é autor do deslumbrante retrato do herói Rodrigo Cambará que fica em lugar de destaque do Sobrado. Um retrato que, assim como o vento e o tempo, é personagem de destaque na cosmologia literária do escritor genial.

“Quando tive na minha frente o modelo e a tela vazia, pensei: Don Pepe, esta vai ser a grande obra de sua vida”, narra solene.

* Este texto foi escrito ao som de: Tchau radar! (Engenheiros do Hawaii – 1999)

Tchau Radar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s