Eu vou tirar você desse lugar – O musical

Espetáculo que homenageia Odair José tem tudo para brilhar no país

Espetáculo que homenageia Odair José tem tudo para brilhar no país inteiro

As músicas de Odair José, independente de seres brega, pop brega ou qualquer rótulo boboca que quiserem dar, mora no inconsciente das pessoas de forma absoluta e apaixonante. Se você duvida então vá conferir o musical Eu vou tirar você desse lugar, em cartaz no CCBB Brasília de hoje a 1º de junho. Com direção e roteiro de Sérgio Maggio, jornalista e dramaturgo da cidade, o espetáculo é um passeio delicioso pelos maiores sucessos do cantor popular que vendeu milhões de discos, foi perseguido pela ditadura e até hoje, aos 65 anos, continua na ativa, emocionando fãs com seu cancioneiro romântico.

Mas engana quem pense que a peça é uma biografia musicada do cantor e compositor. Valendo-se apenas das canções do artista, o diretor e autor, com bastante irreverência e criatividade, cria um enredo cheio de drama, nostalgia, alegria, intrigas familiares, e, claro, muita música. No palco, oito atores, entre eles a diva Maria Alcina e uma banda de “rock ‘and’ roll” comandada pelo diretor musical Alex Souza, ajudam a contar essa história.

História que começa no final dos anos 20, São Paulo, terra de grandes riquezas e onde a elite da cidade, formada por políticos, barões do café e industriais, farreiam na noite num badalado bordel comandado por uma cafetina do balacobaco. Paralelamente somos apresentados ao drama de Odilon e seu filho Mathias, que não se entendem. O pai quer ver o filho com diploma de doutor na mão. O filho quer seguir carreira de artista. Odair José 2

“Sonho é coisa de menininha”, avisa o pai, vivido pelo ótimo ator Jones de Abreu que, quando solta a voz, se revela um cantor de grande talento.

Passado anos, o público é transportando para os anos 60 onde os conflitos entre pai e filho estão ainda mais acirrados por conta do clima da guerra fria vigente no Brasil com a ditadura militar. É quando entre em cena assuntos como censura aos artistas, liberdade de expressão e ideologias políticas. “Não sei o que é pior, ser comunista ou artista”, ironiza o pai advogado.

Estrela do espetáculo, a cantora Maria Alcina – cantora e dançarina de destaques da música brasileira nos anos 70 -, vive aqui com toda sua simpatia, alegria de viver e vozeirão de arrepiar, a dona de um cabaré no passado que retoma o empreendimento anos depois em nome dos velhos tempos. É nesse ambiente de luxúria, prazer e liberdade que pai e filho irão se confrontar e se entender.

Com trama bem amarrada, cheia de situações divertidas no estilo comédias de erros, e atuações estupendas, Eu vou tirar você desse lugar, que traz cenografia apropriadamente cafona, tem tudo para ser um dos grandes sucessos dos palcos brasileiros este ano. A forma como o autor encaixa os sucessos do cantor e compositor goiano Odair José entre uma cena e outra, apresentando personagens marcantes de suas canções como a prostituta, a empregada doméstica, o artista sonhador, entre outros, é hilária. “O amor de cortesã é choro e vela”, brinca um dos personagens.

E claro, ao som de hits como A noite mais linda do mundo, Eu, você e a praça, Minhas coisas, Uma lágrima e, claro, Eu vou tirar você desse lugar, entre outros, o público se deixa envolver cantando em uma só voz os grandes sucessos. E o que é melhor, saem do espetáculo embalados pelas canções de Odair José.

* Este texto foi escrito ao som de: 20 super sucessos (Odair José – 2004)

Odair José 3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s